Caminhando ao Encontro

Caminhando ao Encontro

sábado, outubro 28, 2006

XXX Domingo do Tempo Comum

EVANGELHO Mc 10, 46-52

«Mestre, que eu veja»

Quantas vezes estamos cegos na vida?
Quantas vezes ficamos de tal modo obcecados pelo consumismo que não vemos Deus nas coisas simples da vida?
Quantas vezes pedimos a Deus para ver mas ao mesmo tempo recusamo-nos a abrir os olhos?
Quantas vezes desistimos perante Deus?
Aquele cego não desistiu, aquele cego teimou pela sua vontade, pela sua Fé. Ele acreditou, ele foi até ao fim. E mesmo depois da graça recebida soube acompanhar Jesus. Não lhe voltou as costas.
E nós?
Sim, nós, onde está a nossa Fé? Onde está a nossa vontade de ver Deus?
Não podemos desistir, não devemos desistir. Mas devemos continuar a acreditar, pois a Fé move montanhas, a Fé é que nos salva!

2 comentários:

elsa nyny disse...

Olá Catequista!!

È verdade...este mundo é mesmo assim...o mundo do exterior, do materialismo!!!
Mas temos que ter muita Fé...talvez um dia as coisas mudem... cada um só tem que ir fazendo o que vem às suas mãos...temos que concertar o homem...para a seguir concertar o mundo!


beijinhos!!!

:))))

Maria João disse...

Pois...

É a tendência horrível do ser humano de dar atenção às coisas menores. Isto faz-me lembrar uma música que aprendi ontem na peregrinação que a minha paróquia fez a Fátima.

Ainda não sei bem a música, mas ficou-me cá dentro a mensagem principal: Deus está em todo o lado. Sempre ao nosso lado para nos dizer "Eu amo-te!". Assim, há um "amo-te" de Deus em tudo. Nas flores, no grão de areia, nas montanhas, no ar, na chuva...
Como dizia a minha amiga, da próxima vez que chover vamos lembrar-nos que é Deus a dizer que nos ama e que está a enviar a chuva porque precisamos dela. E isto também dá para os momentos mais difíceis. Ele está lá a querer indicar-nos o caminho.