Caminhando ao Encontro

Caminhando ao Encontro

domingo, setembro 30, 2007

Início do Ano Catequético 2007/2008

Ontem iniciou-se mais um ano!
O tempo não convidou à participação, mas mesmo assim a igreja estava cheia de crianças e de alguns pais.
Desculpem-me aproveitar para desabafar aqui, mas na verdade fiquei desiludida pela Celebração em si. Esperava algo diferente, mais vivida. Mas a verdade é que foi pobre, muito pobre. Todos os anos lutamos, criticamos, queremos algo diferente, mas no final...
Estamos no início, não posso, não devo, nem sequer quero começar com o pé esquerdo. O grupo de catequistas tem os seus problemas, a falta de unidade é um deles, mas tenho confiança que este ano as coisas poderão correr melhor. Assim espero, assim peço nas minhas orações...

Chamaste-me, Senhor,
nesta etapa da história,
para continuar a tarefa de
anunciar o Reino que começou o
teu Filho Jesus.
Com os profetas quero gritar:
Senhor, não sou mais que uma
criança que não sabe falar...

Com Maria, quero rezar:
Aqui estou. Faça-se segundo a
tua vontade.
Tu, Senhor, conheces toda a
minha vida: as minhas dúvidas e
fragilidades, os meus passos
vacilantes e a minha confiança
em ti.
Não posso ter pretensões...

Apenas quero que a minha vida
esteja ao serviço do Evangelho,
para que o teu Nome seja
conhecido e louvado por todos.

Senhor, põe calor nas minhas
palavras, coerência em toda a
minha vida, para que os meus
gestos e palavras, interroguem a
quem procura, dêem vida nova aos
corações empedernidos, animem
os passos de quem vacila, dêem
vida à comunidade.

Mantém-me numa atitude de
escuta e de diálogo contigo,
para que sejas tu a fonte primeira
da minha sabedoria e experiência
de fé.

Amén

8 comentários:

Maria João disse...

Foi muito bom voltar à catequese. Já tinha saudades dos meus meninos e da alegria da missa das crianças que, no Verão, se torna missa de adultos...

beijos em Cristo

Maria João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
antonio disse...

A catequese "das crianças" deve ser estendida aos adultos que na sua maioria são crianças na sua fé e na sua prática apostólica.

Muitos pais querem que os seus filhos recebam o básico de uma educação católica, ignorando que tudo isso se resume apenas ao início de uma caminhada para a vida.

As crianças podem assim catequizar os pais, ajudá-los a crescer na sua prática de oração e assiduidade à celebração eucarística, fixá-los na sua comunidade e na sua Igreja.

Para isso é fundamental que as “celebrações da catequese” não sejam uma seca, para os pais e para as crianças. Que os pais não pensem, a seguir à primeira comunhão não obrigo mais o meu filho a vir.

Ver para crer disse...

A verdadeira catequese tem de ser dos adultos tem-se dito e repetido.
Mas não podemos descurar também a catequese dos mais novos. São sementes que um dia poderão desabrochar.

malu disse...

Força Catequista, o Senhor iluminar-te-á atendendo à tua lindíssima oração.

Que assim seja.
Bjs.

joaquim disse...

Assim seja...

Um bom ano catequético.

Abraço amigo em Cristo

Paulo disse...

Linda oração e, quanto às crianças, "parece" que Deus não ilumina as cabeças dos pais.

silvino disse...

o primeiro dia de catequese, há uma semana atrás, começou com o pé esquerdo para mim.. no final da tarde, só pude entregar essa pequena "derrota" e agradecer-lhe por me relembrar a minha própria imperfeição.