Caminhando ao Encontro

Caminhando ao Encontro

quarta-feira, agosto 22, 2007

Top da Catequese

No passado mês de Março, um missionário visitou a nossa paróquia. Participou na Eucaristia, falou aos grupos de catequese da Adolescência e realizou um encontro para os catequistas. Nesse encontro foi-nos apresentado o Top mais e o Top menos da Catequese, que aqui quero partilhar.

Os cinco mais da catequese hoje, em Portugal:

1. O entusiasmo dos catequistas
2. “Para que vivam e tenham vida” (o documento dos bispos do ano passado).
3. A fé e o empenho (apesar de tudo) dos catequizandos.
4. As boas experiências que se vão fazendo de ponte entre a catequese, liturgia e oração
5. Uns tantos responsáveis diocesanos e nacionais da catequese.

Os cinco menos da catequese:

1. A catequese sem entusiasmo suportada a troco de acesso a sacramentos sem fé.
2. Os catecismos que temos e os que (ainda) não temos.
3. A atitude auto-suficiente de quem não precisa de formação e que (julga) saber tudo e se recusa a pensar. E a mudar.
4. Os “contratos” mafiosos entre a catequese, pais e crianças.
5. A indecente forretice de algumas paróquias que não olham ao futuro e que votam a catequese ao desmazelo.


Deixo aqui um desafio!

Concordam com este Top?

Sugerem outros aspectos?

Partilhem a vossa opinião.

9 comentários:

elsa nyny disse...

Concordo plenamente com este top!!!
Agora convido-te a JUNTARES AS TUAS MÃOS ...POR UMA NOBRE CAUSA!

beijinhos!!!

silvino disse...

http://www.edisal.salesianos.pt/modules.php?name=Forums&file=viewtopic&t=1

ó senhora catequista, bem me parecia que conhecia essa lista de algum lado :p

é uma analise bem afinada da realidade.

para mim, o nosso trabalho enquanto catequistas é olhar para os "mais", melhora-los ainda mais.. e socorrer os "menos" para que se transformem em "mais"..

simples :p

Catequista disse...

Obrigada pela dica Silvino. Por acaso não a conhecia, nem mesmo a fonte.

antonio disse...

Não sou catequista, mas julgo que o bom catequista é aquele que não ignora os menos.

Quantas vezes ignoram a simplicidade, especialmente quando animam eucaristias complexas e fastidiantes, para as crianças, para os pais e para a comunidade.

É claro que são os pais os primeiros catequistas, se a familia não cultivar as práticas católicas... tudo se torna bem mais dificil.

joaquim disse...

Concordo com os pontos enumerados, positivos e negativos, embora um pouco redutores...
Da minha curta experiência de catequista retenho a importância do testemunho de vida do catequista e a procura de levar os catequizandos, sobretudo os mais velhos, a uma vivência da Fé, muito mais do que o "conhecimento decorado" da Doutrina.
Mas há tanto, tanto para dizer...
Em tempo e como negativo, infelizmente, a falta de empenho dos que pertencem às comunidades paroquiais na Catequese, não só no apoio, mas também à substituição daqueles que têm levado a catequese às costas ao longo de tantos anos, sem descanso, porque ninguém os quer substituir...
Abraço em Cristo

Maria João disse...

No top dos 5 menos acrescentava a falta de catequese dos pais. Afinal, a catequese também é em casa, não é verdade?

beijos em Cristo

Ver para crer disse...

Concordo mas tem razão A maria João.
Sem os pais é difícil que a catequese atinja os objectivos.

PDivulg disse...

Concordo. Fico a pensar neste ponto 5 "A indecente forretice de algumas paróquias que não olham ao futuro e que votam a catequese ao desmazelo." De facto parece-me que se tem pouco investido na catequese, muito pouco, basta ver a dinâmica com que os catecismos são renovados, não em conteudos mas em metodologia. Ainda este ano que findou tirei (outra vez) o curso de iniciação e está praticamente igual aquele que tirei à 20 anos atrás!... Em 20 anos as crianças e os jovens não mudaram?....

Paulo disse...

Apesar de perceber, penso que a catequese não se deve pautar por Tops, mas sim, por dedicação a Cristo.